09/07/1932: Começava a Contrarrevolução Constitucionalista

Contrarrevolução Constitucionalista

No dia 9 de julho de 1932 começava a Contrarrevolução Constitucionalista, em São Paulo.

A revolução de 1930, que impediu a posse do paulista Júlio Prestes para a presidência da república e colocou no poder o gaúcho Getúlio Vargas, foi um marco no fim da República Velha (1889 – 1930). Nela era predominante a política hoje conhecida como “café com leite”, na qual representantes da elite agrária dos estados de Minas Gerais e São Paulo se alternavam para o cargo de presidente da república brasileira. Com a traição da aliança por parte de São Paulo, Minas Gerais abriu espaço para uma conspiração das elites de outros estados que também almejavam a cadeira presidencial e, liderados pelo Rio Grande do Sul e representados por Getúlio Vargas, tomaram o poder.

Em 1932, os setores oligarcas que haviam sido derrubados em 1930 se reorganizam para se oporem novamente ao governo provisório de Getúlio Vargas, agora com a justificativa de que uma Assembleia Constituinte era necessária, mesmo Getúlio já tendo marcado uma Assembleia para o ano seguinte na tentativa de acalmar e conciliar com as forças paulistas.

Os conflitos e manifestações contra o governo em São Paulo foram significativos, o que, entre outras justificativas, motivou os paulistas a pegarem em armas e darem início a uma guerra civil, que ficaria conhecida como Revolução Constitucionalista pelos paulistas e como Contrarrevolução de 1932 no resto do país. Sem apoio de outros estados, São Paulo vai se enfraquecendo e assina sua rendição no dia 2 de outubro de 1932. O estado é ocupado pelas forças de Getúlio e o levante é derrotado.

Deixe um comentário

error

Gostou? Compartilhe :)