01/04/1964: Ocorre o golpe militar no Brasil

Movimentação de tropas militares dá largada ao Golpe em 31 de março de 1964

Na passagem do dia 31 de março para o dia 1° de abril de 1964, as tropas de Olímpio Mourão Filho começam uma marcha de Juiz de Fora (MG) para o Rio de Janeiro a fim de destituir o governo da época.

João Goulart (Jango), o presidente da época, era vice de Jânio Quadros, e foi empossado quando Jânio renunciou. Jango foi, por diversas vezes, taxado de comunista, isso num contexto de intensa propaganda anticomunista devido à Guerra Fria.

Seu posicionamento nacionalista e a favor das reformas de base — que foi transformado em posicionamento comunista pelo motivo já citado — foi tomado como provocação por militares de alta patente que, desde sua posse, não aprovavam o governo de Jango. Como principal disseminador da propaganda anticomunista, os Estados Unidos tiveram participação decisiva no golpe, inclusive financiando jornais e parlamentares de oposição ao governo Jango.

Ao saber das ações e objetivos dos militares, Jango tomou a decisão de não resistir, com o pretexto de que a resistência poderia gerar uma guerra civil e um consequente banho de sangue.

Na madrugada do dia 2 de abril, o senador Auro de Moura declarou vaga a cadeira da presidência da república, mesmo Jango ainda estando no Brasil. O ato simbolizaria o início da ditadura, que duraria 21 anos, de 1964 até 1985.

 

 

 

 

Deixe um comentário

error

Gostou? Compartilhe :)